Dominion

 
 
 
2-4
 
8+
 
30 min
 
Designer: Donald X. Vaccarino
Mecânicas: Administração de Cartas, Construção de Baralho
Dominion é o pioneiro e inovador card game de construção de baralho, criado por Donald X. Vaccarino e lançado em 2008 pela Rio Grande Games. O pai do gênero dos Deck Builders ganhou diversos prêmios, entre eles o Spiel des Jahres (2009), Origins Awards (Melhor card game 2009) e dois Goldenk Geek: jogo do ano e melhor card game. Dominion saiu no Brasil em 2014 pela Conclave.

Em Dominion seu objetivo é desenvolver o seu baralho e ter o maior número de pontos de vitória ao final do jogo. Os decks dos jogadores começam idênticos, com 7 moedas de cobre e 3 propriedades, e vão sendo aprimorados durante a partida. Durante a preparação, colocam-se as cartas de suprimento (cobre, prata e ouro) e as cartas de tesouro (propriedade, ducado e província). Estas são as cartas básicas que podem ser adquiridas durante todas as partidas de Dominion. Além destas, selecionam-se mais 10 conjuntos de cartas das 25 diferentes cartas de reinos, formando-se assim uma área de compra no centro da mesa.

O turno de um jogador é dividido em 3 fases: ação, compra e descarte. Durante a fase de ação, o jogador do turno pode jogar uma carta de ação de sua mão e realizar o seu efeito. As cartas de ação são o principal mecanismo em uma partida de Dominion, podendo realizar efeitos diversos como comprar mais cartas de seu deck, aumentar o limites de ações no turno e até mesmo conceder mais recursos para utilizar na fase de compra.

Na fase de compra, o jogador do turno pode jogar quantas cartas de tesouro quiser de sua mão e adicionar o respectivo valor em moedas para adquirir um número qualquer de cartas do centro da mesa. O custo para adquirir uma carta vem impresso no canto inferior esquerdo e, uma vez pago esse valor, ela irá para sua pilha de descarte sem realizar o seu efeito. Esta carta será do jogador até o final da partida e ele não precisa pagar mais nenhum custo adicional quando a jogar de sua mão em turnos futuros. Na fase de ação o jogador pode baixar uma unica carta de ação e resolver seus efeitos, porém isso pode ser modificado no futuro com a aquisição de novas cartas.

Na fase de descarte o jogador da vez coloca todas as cartas utilizadas no turno e todas as cartas que restaram em sua mão na pilha de descartes. Após feito isso, ele deve comprar uma nova mão de 5 cartas e, caso haja menos cartas em seu deck do que o necessário, ele embaralha seu descarte, formando uma nova pilha de compras e completa sua mão. Seu turno então termina e o próximo jogador faz seu turno.

A partida termina quando a pilha de Províncias estiver vazia ou quando quaisquer outras 3 pilhas de Suprimento estiverem vazias. Os jogadores então juntam todas as suas cartas e contam seus pontos de vitória: o jogador com o maior número de pontos de vitória vence.