Takenoko

 
 
 
2-4
 
13+
 
45 min
 
Designer: Antoine Bauza
Mecânicas: Rolagem de Dados, Movimentação em Grid, Coleção de Componentes
Takenoko, de Antoine Bauza, é um jogo em que os jogadores estão encarregados de cuidarem do jardim do imperador do Japão, além de saciar a fome do panda gigante que habita o lugar. Ele foi lançado originalmente em 2011 pela Matagot e veio para o Brasil em 2016 pela Galápagos.

Em Takenoko, os jogadores se revezam em turnos e realizam ações para tentar completar os objetivos contidos nas cartas de sua mão. Em sua vez, o jogador poderá colocar novas cartelas de terreno, mover-se com o panda ou com o jardineiro, criar canais de irrigação e comprar novas cartas de objetivo. Sempre que o panda se move, ele come bambus do espaço para o qual ele se moveu, sempre que o jardineiro se move, ele fará com que os bambus do espaço cresçam.

No jogo, há três tipos de bambus, que definem os requisitos das cartas de objetivo. Os bambus crescem de cartelas de terreno da mesma cor. São eles: verdes, os mais comuns, os amarelos, que são os intermediários e os rosas, que são mais raros. Para que um bambu cresça, a cartela de jardim deve ou estar adjacente a uma cartela de água ou estar irrigada com canais de irrigação. Sempre que e uma cartela é irrigada pela primeira vez, crescerá ali um bambu daquela cor. Bambus podem crescer até o tamanho máximo de 4, sempre da mesma cor.

As cartas de objetivo são divididas em três tipos: jardim, que necessitam que as cartelas de jardim façam um tipo de desenho específico (ex: três cartelas verdes em linha reta); jardineiro, que precisa de bambus de certas cores em tamanhos ou em lugares específicos (ex: 4 bambus verdes de tamanho 3) ; e panda, que requer que o panda coma certos tipos de bambu (ex: comer 2 bambus amarelos).

Quando um jogador conseguir juntar um número de cartas especificado para o número de jogadores da partida, ela acaba e quem tiver obtido mais pontos, vence.